Amar o vento

Voltar menu de poesias

Amar o vento

Não corro mais contra o vento...
Hoje eu o deixo me levar
de encontro aos pensamentos.
Por que amo tanto o vento
se ele me traz poeira e ressentimento,
me arrasta e me machuca por dentro?

Querido vento!
É tão vago te sentir nos braços...
no abraço de cada momento,
sinto-te na pele tocando-me como um sereno
e te vais tão devagar me deixando ao relento.

Vento que tanto amo!
Que passas porque te chamo!
Se não passas...
sinto-me no abandono!
Tua falta me faz até no balançar dos
ramos.

Leve embora as folhas secas...
e traga-me flores de gerânio.
Faça brotar em meu peito
a semente da felicidade
e o meu ânimo.

Amar o vento como eu amo
é viver esperando ele passar
de vez em quando...
roçar minha face com seus
encantos....
sabendo que ele se vai
mesmo não me levando.

Leni Martins


Envie este poema!  

Voltar menu de poesias


Página inicial

PageRank







Nocopy total

Clique com o botal direito e tecle alguma letra !!

Obs.: Desabilita tecla e mouse.

 


http://www.felipewd.kit.net/