Baile de Máscaras

Baile de máscaras

Bem - vindo ao baile de máscaras da vida.
Só entra no baile aquele que máscara utiliza.

Máscara de aço, aquele que se faz de forte
porque é fraco.

Máscara de palhaço, aquele que é triste e se faz
de engraçado....

Máscara com purpurina, .aquele que se faz de frágil
porque a fúria o domina

No baile de máscaras da vida a noite não termina...
bailamos sem nos conhecermos
em cada passo, em cada esquina.

No bailar de cada dia as máscaras se misturam
na mais pura covardia, acobertando os medos,
mascarando uma mentira.

O baile nunca termina...
mostra-me a tua face
que te mostrarei a minha,
convido-te a usar a máscara cristalina.

Leni Martins...

Envie este poema!  


Voltar menu de poesias

 

Página inicial




PageRank



Nocopy total

Clique com o botal direito e tecle alguma letra !!

Obs.: Desabilita tecla e mouse.

 


http://www.felipewd.kit.net/