Confissões

Confissões

Confesso-te minha vida
diante de toda tua grandeza
que amei tanto, muito mais
que minha própria existência.

Confesso diante deste cenário
de letras, onde me escondo todos
os dias te escrevendo um poema...
em cada linha uma confissão de
amor e de beleza.


Confesso a mim mesmo...
diante destes traçados rascunhos
que não tem sido fácil te guardar
dentro do peito por tanto tempo
como se estivesse de luto.

E nas minhas confissões eu
recuo, te escondo dentro de mim
como quem guarda um testemunho
diante das certezas que tenho...
mantenho-me num silencio absoluto.

Confesso-te que respirar sem ti
é quase um absurdo, pois teu
perfume me persegue por onde quer
que eu fujo.

Confissões que ainda não te fiz...
repensando se devo confessar
nesta folha que ainda é branca
pois um dia irá amarelar...
se de nada valem minhas escritas,
quero então te apagar.


Leni Martins


Envie este poema!  


Voltar menu de poesias

 

Página inicial





PageRank



Nocopy total

Clique com o botal direito e tecle alguma letra !!

Obs.: Desabilita tecla e mouse.

 


http://www.felipewd.kit.net/