Creio

Creio em minha alma que vaga
a procura da tua, nesta busca incessante
pela união das duas.

Creio nesta infinita dúvida que amargura
o meu ser, nesta certeza que sinto e na
insegurança de não haver.

Creio nesta minha loucura que não admito,
que não aceito conter,
não é loucura é querer.

Creio no invisível, naquele que receio
que no meu peito ainda sinto palpitar
todos teus desejos.

Creio na luz não refletida através de tua
face, porque ela está contida e esquecida
em teu cárcere.

Creio nesta imensa vontade de ir,
nesta morna vontade de ficar
e crendo assim vou seguindo...
acreditando que minha alma vai,
mesmo se eu ficar.

Leni Martins

Envie este poema!  

Voltar menu de poesias

Página inicial

 

PageRank







Nocopy total

Clique com o botal direito e tecle alguma letra !!

Obs.: Desabilita tecla e mouse.

 


http://www.felipewd.kit.net/