Deserto

Deserto

Hoje sou como o deserto
onde a miragem vem me enganar,
não encontro minha estrada onde deságua o
imenso mar.

De olhos fartos de chorar,
Não encontro em meu caminho
nenhuma maneira de escapar.
acredito ser o próprio grão de areia...
tão pequenino...
perdido na imensidão deste lugar.

Pensei em estar sonhando
ao fitar a linha horizonte
parece-me tão próxima, mas está tão distante.
aqui o sol não se põe, ele apenas se esconde.

Hoje procuro por um solo fértil,
onde brote a esperança neste meu recesso,
e me faça florescer
nas brancas areias deste deserto.

Que me faça chover em letras
em cada verso...
como as folhas secas que caem no inverno,
desfolhando o que morre para renascer o verde
eterno.

Leni Martins

Envie este poema!  


Voltar menu de poesias

 

Página inicial




PageRank



Nocopy total

Clique com o botal direito e tecle alguma letra !!

Obs.: Desabilita tecla e mouse.

 


http://www.felipewd.kit.net/