Durma

Durma

Durma amor que sinto!
Não acordes neste peito aflito,
vou te embalar em meus braços
sem fazer ruído, te aconchegar
no sono dos meus pensamentos
e te esquecer dormindo.

A eternidade deste sono será
meu alívio...
Canto uma canção para que
fiques dormindo, te cubro bem devargazinho
para que não acordes amor que sinto!

Fecho a porta do meu peito,
a janela da minha saudade,
apago tua luz em minha mente
e parto em liberdade.

Leni Martins

Envie este poema!  

Voltar menu poesias

 

Página inicial





PageRank



Nocopy total

Clique com o botal direito e tecle alguma letra !!

Obs.: Desabilita tecla e mouse.

 


http://www.felipewd.kit.net/