GRITO DE UM POEMA


Ouça agora!
O grito do meu poema que chora,
Letras que saem da minha alma
Como a chuva forte que cai lá fora.

Grita o meu poema!
Como grita a tempestade do vento
Embaralhando meus sentidos,
Desordenando-me por dentro.

Grito de um poema
Que grita no silêncio atordoado
Palavras não ditas
Caladas no teclado.

Grita o meu poema
Neste momento inebriado
Gritos que ecoam na mente insana
Por um amor imaculado.

Gritam as letras do poema
Em versos emoldurados
No desespero de te ouvir gritando
Escrevo-te para que fiquem calados.

Leni Martins

Envie este poema!


Voltar ao menu de Poemas Góticos

Voltar a página Inicial