Migalhas

Voltar menu de poesias


Migalhas

Agarro-me em um fio de esperança
Caminhando na corda bamba !
O fundo do abismo é pontiagudo
E eu me seguro em uma pequena ponta.

Sentindo o vento soprar...
Levando algumas migalhas que viestes me dar
Restou-me tão pouco...
Um sopro de vida
Para ainda tentar e continuar

Migalhas que me alimentaram
Durante todo este tempo que tenho sonhado,
Tão pouco eu recebi de ti
O insuficiente para recompensá-lo

Mas...
Mesmo assim
Eu te dei tudo que há de melhor em mim,
Porque meu amor jamais serão migalhas
Que eu entregarei para ti.

Leni Martins

Envie este poema!

Voltar menu de poesias

Página inicial

PageRank

 

 

 







Nocopy total

Clique com o botal direito e tecle alguma letra !!

Obs.: Desabilita tecla e mouse.

 


http://www.felipewd.kit.net/