Voltar à página inicial

Voltar ao menu de Poemas Góticos

Refúgio


Refugiei-me para esquecer,
tentei apagar da mente,
matar a semente que plantei.

Refúgio doloroso,
cheio de espinhos,
encravados na alma,
desviando-me do caminho.

Refúgio que me isola,
és fogo que me queima,
que arde e me devora.

Refugiei-me nas palavras
escritas.Malditas palavras
sentidas , que me corroem o
peito, palavras sofridas.

Refúgio feito de solidão,
de partidas e vindas
nas lembranças de uma canção.

Refugo de algumas horas
pensadas , inutilmente passadas,
são fugas fazendo-me perder
em sonhos ,numa folha de papel em branco,
a escrever.

Refugiei-me de ti,
em ti também me socorri,
e em ti eu me perdi.

Restou-me o refúgio,
deste casulo que me envolve,
trancada em quatro paredes,
assinando num poema : O MEU NOME.

Leni Martins

Envie este poema!

Voltar ao menu de Poemas Góticos


Voltar a página Inicial


PageRank

















 

 





 

Nocopy total

Clique com o botal direito e tecle alguma letra !!

Obs.: Desabilita tecla e mouse.

 


http://www.felipewd.kit.net/